27 Junho-GREVE GERAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Comunicado N.º 3/2013

27 Junho-GREVE GERAL

contra a austeridade e pela demissão do Governo

Baseado na política da austeridade, o Governo do PSD/CDS-PP tem vindo a desferir uma ofensiva brutal, desumana e antidemocrática contra todos os trabalhadores, sejam do sector privado, do sector empresarial do Estado ou da administração pública, assim como contra a população em geral, com ditas reformas que se baseiam exclusivamente nos cortes de salários e pensões, no despedimento, nas privatizações de empresas que dão lucro ao Estado, na diminuição da qualidade e da acessibilidade aos serviços públicos de saúde e educação, na diminuição das prestações sociais para os mais pobres, no aumento constante dos impostos. A pobreza infantil atinge os 30% e os despedimentos no 1º trimestre do ano, foram à média de 1.100 por dia.

Tudo isto, ao mesmo tempo que, no espaço de 2 anos de sacrifício e sofrimento, o défice e a dívida aumentam, ou seja, não se solucionam, antes agravam-se os problemas para os quais dizem que a austeridade é a solução.

A Direção do STSSSS, reunida a 20/06/2013, consciente de que só a luta firme e decidida contra este Governo e contra a Troika poderá travar a ofensiva de que a população em geral é vítima, não pode pois deixar de apelar, a todos os seus associados e trabalhadores em geral, a participarem na greve geral, convocada pela CGTP, com adesão também da UGT, para o dia 27 de Junho 13, manifestando, desta forma, que basta de políticas de austeridade que conduzem o país à miséria e ao desastre, basta deste Governo que governa contra as pessoas e basta da troika que nos suga.

Eles só dominarão se nos incutirem o medo, muitas vezes disfarçado sob “o não vale a pena”. O que não vale a pena é não fazer nada! Eles só são grandes se nos fizermos pequenos!

É PRECISO DIZER BASTA, MAS NÃO BASTA FAZER GREVE. É PRECISO NESSE DIA VIR PARA A RUA MOSTRAR A NOSSA DETERMINAÇÃO!

APARECE ÀS 15,00 H, NA PRAÇA DA LIBERDADE, NO PORTO!

Porto, 2013-06-20

A Direção

 
Pré – Aviso de Greve PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Ao Primeiro – Ministro

Ao Ministro da Economia e Emprego

A todos os Ministérios

Ao Provedor da Misericórdia de Lisboa

A todas as Entidades Empregadoras e Associações Patronais

 

O Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Solidariedade e Segurança Social – S.T.S.S.S.S., nos termos do Artº 57º da Constituição da República Portuguesa e dos Artº 530º e seguintes do Código do Trabalho, aprovado pela Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro, torna público, em representação dos trabalhadores abrangidos pelo seu âmbito e área estatutários e que exercem a sua actividade profissional nas instituições, organismos e estabelecimentos da Saúde, da Segurança Social, nomeadamente nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (I.P.S.S.) e Misericórdias, Mutualidades, ONG’s, Fundações, Ordens, Hospitais e Clínicas Privadas, Transporte de Doentes e nas Associações de Bombeiros, assim como na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a sua adesão à Greve Geral de 27 de Junho de 2013, declarada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – CGTP-IN, das 00,00 horas às 24,00 horas e tem os seguintes objectivos:

 

- CONTRA  A AUSTERIDADE E CORTES NAS PRESTAÇÕES SOCIAIS;

- CONTRA A DESTRUIÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS;

- PELA DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA;

- PELA REVOGAÇÃO DAS NORMAS GRAVOSAS DO CÓDIGO DO TRABALHO;

- PELA DEFESA DAS CONQUISTAS DE ABRIL.

 

Esta comunicação vale como Pré-Aviso de Greve.

Porto, 13 de Junho de 2013

 
O nosso sindicato está de luto PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Faleceu o Camarada e Dirigente do STSSSS Eduardo Valdrez, que ao longo de mais 30 anos, foi um Sindicalista lutador, ao qual dedicou grande parte da sua vida.

Um homem de fortes convicções nas lutas dos trabalhadores, contra a exploração do homem pelo homem. 

Eduardo Valdrez era um homem de cultura tendo uma sensibilidade para a escrita e na dinamização de vários eventos culturais com algumas obras publicadas entre elas livros e o jornal sindical.

Em termos políticos assumia-se como homem de esquerda progressista, com dignidade, enquanto militante e deputado municipal, um lutador dos direitos humanos. Das muitas lutas que travou, apenas a uma não resistiu, tendo falecido precisamente no 1º de Maio, dia de luta internacional do trabalhador.

 

Camarada amigo

Espalhaste com o teu crer

O caminho da Liberdade,

Coroaste a Democracia

Com Altruísmo e Dedicação

Entregaste-te ao Sindicato

Com Alma e Coração

«Derrubaste Barreiras»

E Abriste Fronteiras

Aos mais Desfavorecidos

«Hoje é o teu Culminar»

A Chama da vida Esfumou-se

Partes no dia do trabalhador

Contigo a guiar-nos

A Obra e a Luta

nunca acabará

O teu Sindicalismo

Perdurará para Sempre

Grande Sindicalista

 

A DIREÇÃO

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

STSSSS 2008 ® Todos os direitos reservados - Desenvolvido por EVOLUA